segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

After a while

Bom, faz tempo que não posto aqui. Parei no período mais louco da minha vida até hoje, último semestre da faculdade, fazendo 10 matérias (quanto o normal são seis) e ainda tendo de terminar o TCC, com estágio, que passou a durar mais horas do que deveriam ter e claro, tinha de estudar para a tão temida prova da Ordem dos Advogados, até porque todo mundo sabe, é necessário passar antes de formar. 

Pois é, como vocês podem perceber eu estava mesmo bem ocupado e só tinha tempo de transar e estudar e viver ou de escrever, estudar e viver, claro, a escolha foi óbvia. Mas chegou a hora de fazer um breve relato destes últimos vários meses.

Pra começar preciso dizer que o estudo valeu a pena, tanto na faculdade quanto para a prova da ordem, formei, passei na prova e desde então sou advogado. As horas a mais no trabalho e as muitas responsabilidades que já havia assumido ainda quando estagiário também valeram, fui contratato (pra ganhar pouco, trabalhar muito, mas fui). E continuei transando, exatamente como antes, alguns foram bem melhores que outros, como acontecia na época do blog.

Além disso, tenho de dizer que após muito tempo me sentindo mal com meu corpo consegui fazer uma super dieta, fui bem forte e emagreci 16 quilos em dois meses, fiquei um pouco mais bonito, e transei com caras mais bonitos, mas daqui a pouco digo a maior diferença nas minhas transas... antes tenho de dizer que depois disso já ganhei 6 destes quilos e hoje voltei pra dieta, mas tá difícil seguir, tentei algumas vezes antes. Hoje preciso perder 8, mas já estou muito melhor.

Agora além de sem dinheiro estou sem tempo para sair, ou melhor, estou sempre morto, super cansado e só rola mesmo sauna a tarde e nem isso tá sendo tão frequente quanto já foi. Normalmente viajo pelo menos 1 vez na semana, quando vou fazer audiência em algum lugar no interior de Goiás e apesar de alguns dias conseguir sair às 16hs do escritório, especialmente quando não vou almoçar, isso ainda não aconteceu este ano, que para falar a verdade estou almoçando em 20min e ainda posso contar nos dedos os dias que consegui sair antes das 18hs.

Além disso comecei a fazer uma pós graduação, pouquíssimos meses depois de formar, ou seja, quinzenalmente também não tenho as sextas-feiras para sair (não que isso fosse adiantar) e nem os sábados, pois tenho aula até o final do dia e depois continuo morto da semana cansativa. Mas estou animado, espero que alguma hora isto de retorno, tanto de conhecimento quanto financeiro. Estou fazendo uma das melhores do Brasil, deixando metade do meu salário fixo lá, todos os meses, não pode ser em vão, certo?

De qualquer forma, não posso reclamar do emprego ou da profissão, gosto do que faço, pelo menos 80% do tempo e estou tendo a chance de aprender muito. Pra melhorar, já não tenho tanto medo das coisas darem errado, estou me esforçando e não vejo outro caminho a não ser o sucesso (e to falando sério). Acho que o esforço que estou fazendo trará muitas recompensas.

Agora sobre a vida pessoal, bom, nada mudou, só estou mais magro, mas o problema está em mim ou nesta cidade, sei lá. Mas deixem-me explicar porque acho que o problema pode estar nessa cidade. Passei o último reveillon em São Paulo, fui pra putaria, mas conheci dois caras que fiquei super a fim. O primeiro conheci num sex-club, no meu 3º dia na cidade. Só quis ele, me encantei total. Passamos uns dias juntos, mas ele teve de viajar, iria passar a virada em outra cidade. Conheci o segundo no dia 31, num bar do largo do arouche, outro cara maravilhoso, fiquei a fim de cara, ficamos o resto dos meus dias juntos. Mas admito, também fiz putaria, poucos dias, mas muita putaria.

Depois disso fui pra Salvador, mas esta viagem foi por poucos dias e inicialmente a trabalho. Cheguei na quinta-feira, antes do meu chefe, que chegaria a noite, corri pra sauna. Conheci um cara, nos pegamos e teve uma conexão bacana, mas só isso. Na sexta-feira não fiz nada, tive de trabalhar até tarde, a noite passei em frente a uma balada gay e me recusei a entrar quando vi o pessoal que estava lá. No sábado um cara foi pro meu hotel pela manhã, mas foi só pra uma chupada rápida, destes que ainda acham que são héteros, se me entendem. 

Passei o dia na casa de amigos, sem nem pensar em sexo e no final do dia, quando eles foram me deixar em casa descobri um bloco de pré-carnaval (isso foi uma semana antes) que para minha sorte passaria na rua do hotel que eu estava. Claro, saí pra aproveitar. E conheci um cara na rua, lindo também (emagrecer, como vocês podem ver me fez bem, voltei a pegar um pouco mais de caras lindos), nos pegamos até bem tarde no hotel. No outro dia eu já ia embora, e quando já estava com tudo pronto um cara que estava no hotel me mandou uma mensagem em um dos app´s gays. Ele estava na piscina, subiu direto pro meu apartamento. Um paulista muito gostoso, me comeu e logo depois peguei o táxi pra voltar pra casa.

No carnaval fui pra Diamantina-MG, falam que é um dos melhores carnavais do Brasil. No sábado, dia que cheguei, fui pra uma república com o pessoal que eu viajei junto, bebi todas e na hora de ir pra rua fui só. Acabei pegando uma menina. No segundo dia eu já estava morto. Conheci um menino no app, nos encontramos já na bagunça, acabei dando um beijo meio sem graça, e principalmente sem vontade, daí pra fugir dele fui pro meu restaurante preferido na cidade, que era o perfeito camarote. Mas estava só (o pessoal que estava comigo foi pro camarote) e bem cansado resolvi ir embora cedo, não eram duas horas da manhã. Antes de ir embora, no entanto, passei pela baiuca, onde tinha um show (que por acaso o vocalista tinha falado comigo mais cedo, num dos apps), na lateral do palco vi um ursinho muito gostoso, que me deixou louco, parei na hora e fiquei olhando pra ele. Comprei uma cerveja, ele também e já começamos a conversar. Nos beijamos no meio de todo mundo, sem vergonha nenhuma. E logo ele foi pra casa comigo.

Tinha gente em casa, mas mesmo assim levei ele pro quarto, mas daí chegou a dona da casa e tentou entrar, a porta tava trancada e fiquei super sem graça quando ela viu que eu estava com alguém, e isso tudo aconteceu, infelizmente, antes de acontecer qualquer coisa. Daí ficamos juntos, conversando e só isso. Nos outros dias do carnaval continuamos juntos, mas não conseguimos transar, só umas gozadas rápidas. E guardei este cara como um amor de carnaval, sabendo que se estivesse mais perto ele poderia virar mais que isso (exatamente como os dois de São Paulo).

Pois é, o texto está longo e não sei se consegui explicar o porque do problema da minha vida amorosa ser Goiânia, ou minha atitude aqui na cidade, mas pra ser sincero cansei de escrever e espero voltar com mais frequência daqui pra frente, assim sendo, vou parando por aqui, neste texto meio sem fim.





7 comentários:

  1. Saudades desse blog, acho q pq sou de Goiás tbm, e tem poucos blogayros goianos. Antes morava no interior, agora to em Goiania, mas o ritmo dessa cidade é muito p mim, acho q vou voltar pro interior, apesar de saber q vou fica solteiro p sempre la kkk. Não pare de escrever. Não sou gay radical, mas pq ficou com mulher? Ela que deu em cima de vc? Acho q tinha q ser assim, se um gay tem vontade de fica com mulher um dia q fique, e um hetero se der vontade de fica com outro homem tbm kkk.

    ResponderExcluir
  2. Poxa que legal que você voltou! Ainda um dia desses eu tinha passado por aqui para ver se não havia novidades, foi uma grata surpresa ver que seu blogue tinha sido atualizado. Espero que venham novos posts... e sucesso ai para você! :)

    Abração

    ResponderExcluir
  3. uia, vc voltou a postar. que bom!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite

    Serve o presente para informar que se encontra nomeado para os Prémios Cigno nas categorias:

    "Melhor Blogue LGBT Erótico".

    Mais informações Aqui

    ResponderExcluir
  7. Filho, volta de vez, por favor!!! rsrsrs

    ResponderExcluir